Hidrografia

O estado é drenado por seis bacias hidrográficas, que pertencem às duas grandes bacias hidrográficas brasileiras – a do rio São Francisco e a do Atlântico Leste. As bacias do território estadual são as seguintes:

Bacia do Rio São Francisco - É a maior e mais importante do estado. Drena uma área de 7.184 km2, limitando-se ao sul com as bacias dos rios Japaratuba e Sergipe. Os afluentes mais importantes do São Francisco em Sergipe são os rios Xingó, Jacaré, Capivara, Gararu e Betume.

Bacia do rio Japaratuba - Totalmente incluída no seu território, é a menor do estado, cobrindo uma área de 1.840 km2. Limita-se ao norte com a bacia do São Francisco e tem como principais afluentes os rios Japaratuba-Mirim e Siriri.

Bacia do Rio Sergipe - Totalmente incluída no território estadual, esta bacia se estende por 3.720 km2. Limita-se ao norte com as bacias do São Francisco e do Japaratuba e, ao sul, com a bacia do rio Vaza-Barris. Seus principais afluentes são os rios Água Salgada, Jacoca, Jacarecica, Cotinguiba e o riacho Pau Cedro, este na margem esquerda.

Bacia do Rio Vaza-Barris - Nasce no estado da Bahia e drena uma área de 3.050 km2 em Sergipe. Seus principais afluentes são o riacho Cansanção, na divisa da Bahia com Sergipe, os rios Jacoca e do Lomba, além do riacho Traíras, e estão situados na sua margem esquerda.

Bacia do Rio Piauí - Em Sergipe cobre 4.150 km2, limitando-se ao norte com a bacia do Vaza-Barris e, ao sul, com a do rio Real. Seus principais afluentes são os rios Boqueirão, Arauá, Guararema e Indiaroba, na margem direita; e os rios Jacaré, Urubu, Piauitinga e Fundo, na margem esquerda.

Bacia do Rio Real – Situada na divisa com o estado da Bahia drena uma área de 2.500 km2. Seus principais afluentes, todos na margem esquerda, são os riachos Mocambo e Caripau e os rios Jabiberi e Itamirim.