Bovinocultura Leiteira

Pecuária-Bovinocultura Leiteira

A bovinocultura de leite desenvolveu-se em Sergipe na região do semi-árido, sendo o município de Nossa Senhora da Glória o maior produtor estadual. Os municípios circunvizinhos à Glória também apresentam produção destacada. 

Padrão tecnológico:
A produção na região de Glória é na sua maioria de pequenos produtores, porém, existem também médios e grandes produtores de leite.

A maior parte da produção estadual é direcionada para a produção queijeira. O queijo coalho produzido em Glória e região é comercializado em todo o estado e inclusive exportado para estados vizinhos.

A indústria queijeira trouxe desenvolvimento e melhores condições de vida aos sertanejos da região, oferecendo alternativa de ocupação e renda. Porém, ainda apresentam problemas de natureza sanitária, havendo necessidade de adequações para que possam atender às normas vigentes. 

Em decorrência do manejo inadequado, a maioria das queijarias encontra-se funcionando de maneira clandestina, fator preocupante e causador de gargalo para uma maior expansão dessa cultura.

Resultados físicos e econômicos para um lote de 50 vacas leiteiras, em 100 ha, no período de um ano:

Custo total (R$) 24.100,48
Valor Bruto da Produção (VBP 1 + VBP 2 + VBP 3) 35.488,42
VBP de leite (1) = 44,100 l x R$ 0,44 (preço médio) 19.404,00
VBP de bezerros (2) = 35 x R$ 335,00 11.725,00
VBP de descarte (3) = 6 vacas (60% da vaca de raça) 4.359,42
Preço médio (litro) 0,44
Margem Líquida 11.387,94

Compartilhe