Maracujá

Fruticiltura-Maracujá

O município de Lagarto, com mais de 75% da produção é o maior produtor estadual. Também se destacam os municípios de Salgado, Estância e Neópolis. Os municípios que apresentam maior potencial para expansão são: Aquidabã, Arauá, Cristinápolis, Capela, Dores, Japaratuba, Maruim.

Padrão tecnológico:
O maracujá desenvolve-se em solo areno-argiloso, profundo e bem drenado. A temperatura deverá ser em torno de 25ºC, com pluviosidade de 1.200 mm/ano, bem distribuídos.Os espaçamentos ideais, de acordo com a Emdagro são: 3 x 2,5m (1.333 plantas / ha) ou 4 x 2,5m (1.000 plantas/ha). O coveamento deverá ser: 0,40 x 0,40 x 0,40m.

A maior parte dos cultivos é realizada em associação com a laranja e o cultivar utilizado é o maracujá amarelo. Além dos aspectos mercadológicos que dificultam sobremaneira a estabilidade econômica da cultura, dois problemas tecnológicos são cruciais: a baixa produtividade e longevidade dos cultivos. 

A baixa produtividade decorre principalmente, da grande variabilidade dos tipos cultivados, uma vez que não existem cultivares selecionados e que sirvam de base para a difusão de material de propagação. 

Principais Tratos Culturais:
* Controle do mato: como o sistema radicular é superficial, deve-se evitar ferimentos no colo e raízes das plantas, realizando a capina de forma superficial.
* Podas: realizar a de condução, eliminar os brotos ladrões e eliminar os galhos secos.
* Polinização artificial: aumenta a produção e deve ser realizada à tarde.

Pragas e Doenças:
* Lagartas: atacam as folhas das plantas.

* Podridão das raízes: ataca o sistema radicular, causando a morte das plantas.
* Antracnose: ataca as folhas, ramos e frutos, podendo matar as plantas se o ataque for severo.

Resultados físicos e econômicos para um hectare da cultura, em três anos:

Custo total de produção R$ 8.299,20
Preço médio (kg) R$ 0,38
Produtividade esperada por hectare 25.000 kg
Valor bruto da produção R$ 9.500,00

Compartilhe